Pilha Pulmão: MVV atinge novo marco com 1 mil toneladas de minério britado

By 19 de fevereiro de 2021Releases

A meta foi alcançada com um mês de antecedência; obras de implantação chegam em sua reta final com 95%

Com a Segurança em primeiro lugar, a Mineração Vale Verde (MVV) segue com seu cronograma dentro do prazo, do custo e da qualidade. No último dia 12, com um mês de antecedência, a empresa alcançou mais um importante marco: a conquista de 1 mil toneladas de minério britado na Pilha Pulmão do Projeto Serrote, situado no Agreste alagoano.

O acontecimento está dentro do Programa #AtingindoMetas da MVV e certifica, assim, que a via seca da planta de beneficiamento para o concentrado de cobre está devidamente preparada para operar com minério e com todos os seus equipamentos de processo. Dessa forma, os testes eletromecânicos com carga estão a todo vapor, com a formação da pilha.

Para Leandro Tunussi, gerente geral de Implantação da MVV, “cumprir a meta antecipadamente nos dá uma segurança ainda maior, reservando tempo para fazer todos os ajustes necessários nos nossos equipamentos, até o momento da partida da via úmida”.

Da pilha, portanto, o minério seguirá depois para a moagem, flotação e filtragem. Anualmente, a pretensão é de lavrar cerca de quatro milhões de toneladas de cobre sulfetado.

Tony Lima, gerente geral de Operação da MVV, ressalta que se a empresa continuar neste ritmo, iniciará a operação do Projeto Serrote conforme previsto e sem intercorrências, ainda em meados deste ano. “Precisamos, todos os dias, celebrar o avanço do nosso Projeto e o sucesso de nossos planejamento e execução, sempre com foco, ética e resiliência”, afirma.

Ambos os gerentes gerais agradeceram bastante o esforço e comprometimento de todos os envolvidos nesse processo, durante o ano atípico de 2020 e este que está apenas começando. As obras de implantação já registram cerca de 95% de conclusão.

SOBRE A APPIAN

Desde 2018, 100% do capital da MVV pertence a um fundo de investimentos administrado pela Appian Capital Advisory LLP focado em mineração. O fundo também possui um ativo no Brasil no município de Itagibá (BA), denominado Atlantic Nickel, com foco na produção de concentrado de níquel sulfetado e capacidade nominal de 120 mil toneladas/ano, que voltou a operar em janeiro de 2020. Sediada em Londres, a Appian possui ainda escritórios em países como África do Sul e Canadá.