GPTW: Mineração Vale Verde conquista selo de excelente empresa para se trabalhar

By 9 de março de 2021Releases

O Grupo Appian Brazil, fundo de investimentos que controla a MVV, também recebeu a certificação internacional

“Eu me sinto muito feliz em trabalhar aqui. Todos os dias, nós andamos pelo Projeto Serrote e vemos o carinho e o cuidado genuíno que as pessoas que atuam aqui têm um com o outro. E isso realmente proporciona um ambiente saudável e seguro para nós trabalharmos e exercermos o nosso melhor”.

Essa máxima é de Edvaldo Santos, técnico de Segurança do Trabalho da Mineração Vale Verde (MVV), empresa que acaba de conquistar o selo internacional da Great Place to Work (GPTW), renomada consultoria que está presente em mais de 60 países, com cerca de 40 anos de história.

Após pesquisa interna, deixando os empregados da MVV livres e seguros para realizarem no anonimato a Pesquisa de Clima Organizacional do Grupo Appian Brazil, em parceria com a GPTW, chegou-se ao resultado: 87% de avaliação positiva, com aderência de 63% dos colaboradores da Appian, MVV e Atlantic Nickel — outro ativo do grupo que fica no interior da Bahia.

Assim, a MVV entrou para um seleto nicho como “excelente empresa para se trabalhar”, umas das poucas do Brasil no setor de mineração.

“É gratificante trabalhar em uma empresa séria, que possui como bandeira, como seu principal valor a Segurança em primeiro lugar. A MVV é, também, um ‘ambiente familiar’; ela nos acolhe. Então, nós trabalhamos sempre com essa cultura do Comportamento Seguro e, sobretudo, da Colaboração — como se estivéssemos, de fato, entre os nossos familiares. Estamos todos orgulhosos em construir esse Projeto aqui no Agreste alagoano, participando desse novo momento minerário no Estado”, pontua Edvaldo.

Com 40 anos de idade, esse alagoano é, ainda, engenheiro ambiental por formação e atualmente o coordenador da Brigada de Emergência da MVV.

Edvaldo, antes de integrar a empresa, era boia-fria. A partir dos estudos, teve a oportunidade de entrar na MVV em 2009 como técnico de Segurança do Trabalho, onde fez especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho.

Para Diogo Oliveira, gerente de Assuntos Corporativos, Pessoas e SSMA da Appian Brazil, esse resultado da GPTW e o depoimento de Edvaldo representam muito.

“Somos um excelente lugar para se trabalhar e isso só é possível porque, além de termos um time de excelência, com pessoas que nos fazem ter e merecer a certificação internacional Great Place to Work, nossa empresa e lideranças também propiciam um clima leve e de muita ética, segurança e responsabilidade. Temos ainda muito trabalho pela frente, mas estamos muito satisfeitos com todo o aprendizado que este processo já gerou nos diferentes níveis da organização”, diz.

O CEO Paulo Castellari comemorou esse expressivo resultado que colocou a Appian Brazil entre as três únicas empresas de mineração do país com este título, concedido no último dia 15 de fevereiro. O selo internacional tem validade de um ano.

Vale salientar que a Pesquisa de Clima Organizacional em parceria com a GPTW foi feita de forma idônea, com total confidencialidade para que todos os empregados pudessem emitir suas respostas com liberdade e segurança sobre o trabalho que vem sendo desenvolvido na companhia.

“Após uma análise rigorosa dos dados, recebemos da consultoria global Great Place to Work, enfim, o resultado. E é com muita alegria que digo a todos que fomos certificados como uma excelente empresa para se trabalhar. Nós nos juntamos, assim, a um restrito e seleto grupo de empresas. Hoje, no Brasil, somos uma das três empresas no ramo de mineração que receberam essa certificação. Eu gostaria muito de agradecer aos nossos empregados pela dedicação com a qual empenham suas atividades e por fazerem daqui um lugar tão especial para se trabalhar”, ressalta o CEO da Appian Brazil.

Castellari ressaltou ainda que, dois anos atrás, havia apenas 100 colaboradores nos dois ativos da companhia, entre efetivos e terceirizados. Hoje, a soma é de cerca de 4 mil pessoas empregadas em Alagoas e na Bahia.

“É muito gratificante ter feito parte dessa trajetória até aqui e ver o clima que construímos juntos. Essa conquista é de todos, pois são vocês que constroem a nossa empresa e a forma como ela é. Estamos muito felizes com esse resultado! O nosso trabalho não para por aqui e só há um jeito de continuarmos fazendo tudo isso: de forma segura e responsável”, conclui Paulo Castellari.

 

SOBRE A APPIAN

 Desde 2018, 100% do capital da MVV pertence a um fundo de investimentos administrado pela Appian Capital Advisory LLP focado em mineração. O fundo também possui um ativo no Brasil no município de Itagibá (BA), denominado Atlantic Nickel, com foco na produção de concentrado de níquel sulfetado e capacidade nominal de 120 mil toneladas/ano, que voltou a operar em janeiro de 2020. Sediada em Londres, a Appian possui ainda escritórios em países como África do Sul e Canadá.