MVV: doações no combate ao coronavírus já somam mais de 40 toneladas

By 27 de Maio de 2020Releases

Cerca de 22 mil moradores das cidades de Arapiraca e Craíbas foram beneficiados

Proteger a saúde das pessoas no combate ao coronavírus (COVID-19) apoiando a economia local. E isso é possível em um momento em que vemos uma redução no ritmo dos negócios e vendas com o cenário de pandemia?

É o que tem demonstrado a Mineração Vale Verde (MVV), ao reforçar sua parceria com o povo de Arapiraca e Craíbas na prevenção do novo coronavírus (COVID-19) e priorizar aquisições de itens como materiais de higiene e limpeza por meio de comerciantes desses municípios.

Com a iniciativa, a MVV, além de gerar renda para as empresas locais, apoia a manutenção dos empregos, já que todos os produtos foram adquiridos em Alagoas, sendo a maioria da região. A companhia está, por exemplo, contratando a confecção de cinco mil máscaras de tecidos a serem feitas pelos moradores das comunidades vizinhas ao Projeto Serrote.

Até o início deste mês de maio, já haviam sido investidos mais de R$ 180 mil em itens de saúde, higiene e materiais de limpeza, dentro da Política de Doações e Patrocínios da MVV, que norteia a atuação da empresa nesse âmbito.

Ao todo, as secretarias municipais de Saúde de Arapiraca e de Craíbas, o 3º Batalhão de Polícia Militar (BPM) de Alagoas, a Sociedade de Assistência São Vicente de Paula (Casa dos Velhinhos) e a Fundação Antônio Jorge da Silva já receberam mais de 40 toneladas de produtos entre sabonete líquido, detergente, água sanitária, cloro, papel toalha, desinfetante, sabão, álcool gel e álcool 70%, além de aventais descartáveis, termômetros digitais, máscaras cirúrgicas e luvas de látex.

Dessa forma, cerca de 22 mil pessoas nos dois municípios já foram diretamente beneficiadas pelas doações da MVV.

SOBRE A APPIAN

Desde 2018, 100% do capital da MVV pertence a um fundo de investimentos administrado pela Appian Capital Advisory LLP focado em mineração. O fundo também possui um ativo no Brasil no município de Itagibá (BA), denominado Atlantic Nickel, com foco na produção de concentrado de níquel sulfetado e capacidade nominal de 120 mil toneladas/ano, que voltou a operar em janeiro de 2020. Sediada em Londres, a Appian possui ainda escritórios em países como África do Sul e Canadá.