Selecionados do Programa Aprendiz Operacional participam de aula inaugural no Senai

By 21 de setembro de 2020Releases

Ao todo, são 50 pessoas de Arapiraca e Craíbas que farão treinamento gratuito durante cerca de seis meses

Os 50 selecionados para o Programa Aprendiz Operacional da Mineração Vale Verde (MVV realizaram a integração no Projeto Serrote nesta quinta-feira (17) e sexta (18), respeitando os protocolos de distanciamento social determinados pelas autoridades governamentais.

Já nesta segunda-feira (21), houve a aula inaugural com todos presentes — uma turma pela manhã e outra à tarde, no Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de Alagoas (Senai/AL) seccional Arapiraca, onde acontecerá todo o 1º módulo do curso. No evento, compareceram o gerente de Planta da MVV, Luiz Lima; o coordenador de Operação de Planta da MVV, Kleber Borgo; a gerente de Recursos Humanos e Administrativo da MVV, Dione Queiroz; o especialista em RH, Ricardo Sousa; e a gerente da Unidade Sesi/Senai Arapiraca, Thiana Feitosa Cysneiros.

Nesse ínterim, desde quinta-feira, eles participaram de várias palestras sobre RH, Operações, Comunicação, Meio Ambiente, Segurança e Carreira e Sucesso, além de fazerem um tour pela planta de beneficiamento da MVV conferindo de perto o avanço das obras.

Durante aproximadamente seis meses, eles irão se capacitar para se tornarem “Operadores de Planta”, com bolsa-auxílio mensal de R$ 600, transporte e alimentação fornecidos pela mineradora. Todos são de Arapiraca e Craíbas, onde está situado o empreendimento.

Segundo Dione Queiroz, esta é uma oportunidade única para esses alagoanos, pois esse curso exclusivo na região. Desses 50, os 41 melhores avaliados entrarão para o quadro permanente da empresa ao final do treinamento. No momento, o Projeto Serrote está no pico das obras de implantação com cerca de 75% delas concluídas.

“Hoje é um dia muito importante para a MVV. Estamos iniciando o Programa Aprendiz Operacional que, além de reforçar o nosso compromisso de formar moradores da região, é uma porta que que se abre para esses jovens. A Mineração Vale Verde tem consciência de que sozinha não vai conseguir mudar o mundo, mas ela pode fazer a diferença na vida de algumas pessoas. E vejo essa oportunidade como sendo ímpar na vida das que estão aqui através desse processo seletivo. Esses jovens estarão sendo avaliados diariamente tanto na parte técnica, como na comportamental, que para nós é de extrema importância. Espero que eles agarrem isso com muita garra, vontade e determinação, ‘vestindo a camisa’ da MVV”, comenta Dione, parabenizando a todos e desejando sucesso nessa nova jornada pessoal e profissional que se inicia para cada um dos selecionados.

SOBRE A APPIAN

Desde 2018, 100% do capital da MVV pertence a um fundo de investimentos administrado pela Appian Capital Advisory LLP focado em mineração. O fundo também possui um ativo no Brasil no município de Itagibá (BA), denominado Atlantic Nickel, com foco na produção de concentrado de níquel sulfetado e capacidade nominal de 120 mil toneladas/ano, que voltou a operar em janeiro de 2020. Sediada em Londres, a Appian possui ainda escritórios em países como África do Sul e Canadá.